Atribuições/ Tarefas dos membros da enfermaria

 
INTERNOS

  • Fazer relatório de internação (anamnese e exame físico);
  • Evoluir diariamente os pacientes em prontuário;
  • Auxiliar na realização de prescrições e pedidos de exames sob orientação do professor e/ou médico-assistente ou residente responsável pelo paciente;
  • Auxiliar no controle da documentação clínica do paciente;
  • Fazer resumo de alta sob orientação do corpo clínico;
  • Participar da visita médica do paciente, juntamente com o médico residente e assistente;
  • Atender aos pacientes em suas solicitações, informando o médico residente a respeito da mudança no estado dos mesmos;
  • Realizar procedimentos simples, sob supervisão do corpo clínico;
  • Participar das sessões clínicas e reuniões científicas do Serviço.

MÉDICOS – RESIDENTES

  • Participar da elaboração do relatório de internação (redação completa ou acréscimos ao relatório de internação do interno, quando necessário; devidamente assinada e carimbada);
  • Auxiliar na supervisão diária das evoluções feitas pelos internos, redigindo acréscimos e observações, quando necessário;
  • Responsabilizar-se pela pontualidade na entrega das prescrições;
  • Pedir pareceres, exames de alto custo e preencher justificativas de longa permanência dos pacientes;
  • Responsabilizar-se pela execução das condutas traçadas, discutidas individualmente, do leito ou em grupo (ronda ou sessão clínica);
  • Realizar procedimentos, sob supervisão do corpo clínico;
  • Participar das sessões clínicas e reuniões científicas do Serviço.

MÉDICOS – PÓS-GRADUANDOS

  • Auxiliar na supervisão diária das evoluções feitas pelos internos, redigindo acréscimos e observações, quando necessário;
  • Pedir pareceres, exames de alto custo e preencher justificativas de longa permanência dos pacientes;
  • Responsabilizar-se pela execução das condutas traçadas, discutidas individualmente, do leito ou em grupo (ronda ou sessão clínica);
  • Realizar procedimentos, sob supervisão do corpo clínico;
  • Participar das sessões clínicas e reuniões científicas do Serviço.

MÉDICOS – ASSISTENTES (CORPO CLÍNICO)

  • Assumir inteira responsabilidade pelo paciente internado desde a investigação diagnóstica à conduta terapêutica, colocando-se a disposição dos familiares para melhor esclarecimentos dos procedimentos executados;
  • Alterar conduta de outro médico assistente apenas quando for em caráter de urgência e na ausência do mesmo;
  • Assinar e carimbar no prontuário a evolução dos internos;
  • Acrescentar impressão e conclusões diagnósticas durante a internação ou pelo menos, na alta hospitalar;
  • Carimbar as solicitações dos exames de alto custo, longa permanência e resumo de alta, quando feito pelo interno;
  • Responsabilizar-se pela elaboração de resumo de alta, relatório de transferência em papel timbrado, devidamente digitado, assinado e carimbado.

EQUIPES DAS ENFERMARIAS

  • Ajudar na integração da equipe mantendo um canal de diálogo entre os vários profissionais envolvidos com o paciente;
  • Definir condutas de forma clara para que possam ser executadas de forma mais rápida e correta;
  • 4ª Enfermaria – Dra. Inah Pecly/Dra. Heidi Marinho/Dra. Claudia Saud/Dra. Maria Heloisa Filgueiras;
  • 20ª Enfermaria – Dra. Valéria Pacheco/Dra. Dulce Lessi/Dr. Henrique Pereira/Dra. Silézia Mignac.
Rolar para Cima